Quem é o novo presidente da Caixa Econômica Federal escolhido por Bolsonaro?

O novo presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, encarregado por Paulo Guedes para “encolher” a estatal, é um banqueiro em processo de falência e genro (ou seria laranja?) de Léo Pinheiro.

Léo Pinheiro é o ex-presidente da OAS que foi condenado por Sérgio Moro pelo crime de corrupção ativa, pegando uma pena inicial de 10 anos e oito meses de prisão. Contudo, após Léo Pinheiro oferecer uma delação citando o nome do ex-presidente Lula, foi premiado com uma redução de pena para 3 anos e 6 meses de reclusão em regime inicial semiaberto.

O banco de Pedro Guimarães, o Brasil Plural, segundo informações do Banco Central, fechou os dois últimos anos no vermelho.

Lucro líquido do Banco Plural. Fonte: Banco Central

Talvez Léo Pinheiro, além de ganhar uma generosa redução de pena por ter delatado Lula, também tenha levado de brinde à Caixa Econômica Federal e ainda poderá tirar o nome do genro banqueiro do vermelho. Belo negócio.

Por fim, a destruição da Caixa Econômica é fundamental para que os bancos privados reforcem o cartel bancário que faz a população brasileira pagar uma das mais altas taxas de juros bancárias do planeta.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s